domingo, 11 de setembro de 2011

Imagine

Hoje, não há receita... Há sim a lembrança do que ocorreu à 10 anos atrás. Decerto que todos nós nos lembramos o que estávamos a fazer quando ouvimos a notícia do ocorrido. Eu tinha apenas 10 anos, e quando percebi o que se tinha passado e a minha pergunta foi "Porquê?". Não percebia a razão para tal acto horrendo e não queria acreditar que seres humanos fossem capaz de causar tanto sofrimento a outros seres humanos. Foi a primeira vez na vida que ouvi a palavra terrorismo, e que vi com os meus olhos o que era capaz de fazer. Ainda hoje me custa a crer a facilidade com que nos viramos contra a nossa espécie, como não há respeito pela vida...
Para mim o 11 de Setembro é um dia que ficará sempre na memória de todos e que nos assombrará para sempre. É também uma prova do poder que os seres humanos têm, infelizmente escolhe-se sempre usar o poder para o mal, para matar, para causar sofrimento. E se nos uníssemos e usasse-mos esse poder para o bem? Infelizmente todo o bem que se faz, cai no esquecimento e é destronado por todo o mal que acontece causado pela mão humana.
Apesar de saber que nunca irá acontecer, há sempre uma pequena parte de mim que deseja a paz, a união entre todo o mundo. 
Hoje partilho uma música que reflecte este sentimento de vontade de união. Dedico-a a todas as vítimas deste atentado contra a humanidade, a todas as famílias que ficaram desfeitas, a todos os que ajudaram a salvar vidas, a todos os que pelo mundo inteiro viam com sentimento de inutilidade e partilharam a dor dos que estavam lá, independentemente da idade... A nós...


2 comentários:

são33 disse...

É DAQUELES DIAS QUE JAMAIS SE ESQUECERA.
BOM DOMINGO
BJS

M. disse...

Pois, foi dramático, especialmente porque quem morreu nada tem a ver com questões de petróleos e domínios do mundo. E continua a ser dramático para as famílias que perderam soldados em combates depois dessa data, para os muçulmanos inocentes que morreram em atentados ao seu país, e para os mártires que continuam presos e torturados em cadeias como Guantánamo, sem acusação formada...
Beijinhos e haja paz!
Madalena