sexta-feira, 26 de abril de 2013

Fail na cozinha

Eu sou daquelas pessoas que espera que tudo corra bem à primeira, principalmente na cozinha, e quando assim não acontece fico desanimada, ponho de parte aquele projecto e começo outro. E se há coisa que a cozinha me tem ensinado é a ser paciente e fazer as coisas com calma, e acima de tudo, a voltara tentar.
Detesto sentir que as coisas não me correm bem, desperdício de tempo, de dinheiro, de materiais, de tudo, mas em troca ganhamos com os erros, e aprendemos o que devemos ou não fazer.
Pois bem, escrevo este post após um fail culinário. Lembram-se destas queijadas? Hoje estive a fazer umas quantas e decidi armar-se em esperta, em carapau de corrida como diria a minha avó, decidi que no lugar de fazer as queijadas nas formas de metal, deixá-las arrefecer e depois metê-las em forminhas de papel,  devia meter a massa das queijadas no papel, dentro das formas de metal. Menos trabalho e muito mais fácil, certo?...
Óbvio que não correu bem, e agora tenho uma fornada de queijadas de leite agarradas ao papel e que nem por nada deste mundo se descolam... 
Fiquei desanimada? Com certeza...
Mas ao mesmo tempo, sinto que aprendo com cada erro, e que especialmente é preciso tempo na cozinha, que não podemos saltar passos e apressar a ordem natural do procedimento se queremos que as coisas corram de acordo com o planeado.
Esperemos que futuros projectos culinários corram melhor.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Shame on me

Já la vão 9 meses desde que postei alguma coisa no meu blog, devo admitir que sinto vergonha por ter, de certa forma, abandonado este espaço que me é tão querido, mas ao mesmo tempo contente, por ainda ter quem me siga tanto aqui como no Facebook.
Pensei em apagar este blog, mas sinceramente não consigo, gosto de colocar receitas aqui, e de ter algum feedback de quem me segue, por isso, mesmo que por agora não o consigo dar a atenção devida, não vou acabar com A Cozinha de Sábado.
Todos nós andamos ocupados com a nossa vida, e eu não sou excepção, entre estudar e trabalhar ao mesmo tempo, com mais uma ou outra coisa pelo meio, mal tenho tempo para respirar, quanto mais ter tempo para cozinhar com calma, ou cozinhar de todo!... Tenho alguns projetos em mente, o que falta mesmo é o tempo.
Mas tal como dizem, depois da tempestade vem a bonança, e espero por tempos mais calmos para poder dedicar-me à minha cozinha.